Personagem certa no lugar certo

Depois de um primeiro-ministro, de um ministro, a limpeza curricular chega agora ao nível dos adjuntos e chefes de gabinete, ninguém sabe onde vai parar, até já as empregadas de limpeza vivem inquietas com a possibilidade de verificação se realmente terminaram as formações do centro de emprego que apresentaram no currículo.

mascaras-academicass

Na verdade quando se é marcado como alvo a abater não há muito a fazer. Mesmo que se apresente um currículo, know-how e experiência inquestionáveis existirão sempre argumentos sofismáveis que colocarão a emoção à frente da razão.

Curioso é observar a aceitação generalizada sobre os ultrajantes rendimentos dos gloriosos, galácticos e/ou special ones da bola. Aceitação esta que não se alonga para tolerar rendimentos assinaláveis por parte daqueles que estão incubidos de gerir milhares de milhões de euros com o máximo de ética e idoneidade. Garantidamente é dada mais importância ao baixo custo dos salários de administradores do que ao custo dos resultados da sua gestão.

É compreensível. O mundo em que vivemos é complicado e sobretudo desconfiado. Nem currículo, nem títulos, nem referências do passado têm força suficiente para convencer a maioria de que se fez uma escolha acertada. Muitos nem querem saber, preferindo refugiar-se num mundo de fantasia, ficção e entretenimento, onde as soluções milagrosas surgem  como que por magia. Este é um mundo onde até a ONU, na dificuldade de uma escolha consensual e acertada, recorre ao divino ficcionado para apresentar uma personagem de virtude inquestionável como sua embaixadora.

Como tal, o governo português não deveria ter complexos em ser pioneiro no alargar do leque de escolha. Perante tal dificuldade em encontrar o candidato idílico, que agrade a tudo e todos, não existe outra solução que não a escolha de alguém que estaria disposto a gerir um banco sem qualquer renumeração, apenas pelo seu amor ao dinheiro e à sua multiplicação.

tio-patinhas

About Nuno Faria

Nascido em 1977, informático por formação, vegano por convicção, permacultor por transformação. Desde cedo que observo e escuto atentamente, remoo pensamento até por fim verbalizar a minha opinião e entendimento, integrando o que faz sentido do que é argumentado por quem de mim discorda. Não sei como aconteceu mas quando dei por mim escrevia sobre temas polémicos, tentando encontrar e percorrer o tão difícil caminho do meio, procurando fomentar o pensamento crítico, o livre-arbítrio e a abertura de coração e consciência. Partilho o que ressoa procurando encorajar e propagar a transmissão de informação pertinente e valores construtivos e compassivos.

Posted on Novembro 7, 2016, in Mentalidade Tuga. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: