Paraquedista

Como quando o Cristiano Ronaldo é candidato a um qualquer prémio internacional, o país sustem a respiração até ao anúncio da vitória. Há como uma partilha, uma redistribuição do mérito e do prestígio conquistado. Na política também. Foi assim quando Diogo Freitas do Amaral foi nomeado Presidente da assembleia geral das Nações Unidas. Depois lá percebemos que a nós pouco beneficiou tal cargo. Mal seria. Esta ideia peregrina que os compatriotas em cargos internacionais nos vão favorecer é absurda. Quanto muito não nos prejudicariam deliberadamente, mas nem a primeira nem a segunda fazem sentido. Apenas a isenção é desejável. O favorecimento de alguns será sempre em prejuízo de outros, logo tudo o que devemos esperar é a equidistância. O percurso do anterior Presidente da comissão europeia deveria ter-nos ensinado qualquer coisa…

A nomeação que se segue é a de secretário-geral das Nações Unidas. Haverá organização internacional mais importante? Certamente que não. E nós, como estamos nesse campeonato? Estamos bem, temos candidato. Não é muito forte em aritmética, mas já venceu 5 das votações preliminares. Tudo corria bem para as nossas cores, mas eis senão quando a organização que procurava ser mais transparente e credível vê o processo de eleição tomado de assalto por uma (já há muito preparada) candidatura: Apoiada pela matriarca alemã, a búlgara Kristalina Georgieva entra na corrida a meio. Deixa a vice-presidência da união europeia e salta destemida para o centro da contenda. Entre nós há algum desconforto contido, entre dentes diz-se que há batota, chamam-lhe até paraquedista…

paraquedista-georgieva

Advertisements

About Gonçalo Moura da Silva

... um homem ao Leme. "A minha alma é uma orquestra oculta; não sei que instrumentos tangem e rangem, cordas e harpas, timbales e tambores. Só me conheço como sinfonia. "

Posted on Setembro 29, 2016, in Escárnio e mal-dizer, Ideias para o Mundo, Mentalidade Tuga and tagged , , , . Bookmark the permalink. 2 comentários.

  1. José de Carvalho

    Como diz o povo: “o seu ao seu dono”. Essa do (Guterres) “Não é muito forte em aritmética …” que circula por aí, inventada e manipulada pelos “truque da imprensa portuguesa”, pegou e, são os que divulgam “truques da imprensa Portuguesa” quem mais divulgam esse truque de jornaleiros que, esses sim, não sabem fazer contas e atribuem os seus próprios males aos que contribuem para eles continuarem papagaios! 😛
    Revejam a pergunta e a resposta e verão que em resposta, não sendo possível fazer contas de cabeça com percentagens por milhares de Milhões, ele disse ao jornaleiro “façam as contas”.
    Mas isso é muito difícil para jornaleiros de pasquim, é mais fácil aplicar o truque do FDP: “chama … aos outros antes que te chamem a ti”!… Um Eng. de Electotecnia tem 17 ou 18 de média no IST não saber fazer contas, só um imbecil pode dizer isso.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: